Buscar, identificar e capturar o mosquito Aedes aegypti numa espécie de caça ao inseto. Acompanhar o voo do mosquito dentro de um apartamento por meio de óculos Virtual Reality (VR). Esses jogos e outras atividades compõem a exposição “Aedes: que mosquito é esse?”, produzida pelo Museu da Vida com patrocínio da Sanofi que está em cartaz até 15 de dezembro no Sesc São Paulo, unidade Florêncio de Abreu.

Dividida em seis módulos – como “Dengue”; “Zika”; “Chikungunya”; “Os vírus – por dentro dos vírus» e «Um mosquito doméstico – o zumzumzum da questão» -, a mostra passeia pelo universo do inseto e usa tecnologia de última geração e material multimídia. A iniciativa é apoiada pela Rede Dengue, Zika e Chikungunya da Fiocruz, que coordena diversas ações integradas para o controle do Aedes na instituição.

Uma escultura de mosquito fêmea com mais de dois metros – criação do artista plástico Ricardo Fernandes – recepciona o visitante para estimulá-lo a explorar diferentes partes do Aedes. Sensores de proximidade distribuídos pelo modelo 3D, ao serem acionados pelo público, projetam informações em uma tela sobre a anatomia e outros detalhes do mosquito.

Passeando pela mostra, o público encontrará diversas atividades interativas, entre elas o “Quintal Interativo”, em que é possível observar, com lupas, o ciclo de vida do mosquito, desde o ovo até a fase adulta. Além disso, a ideia é encontrar potenciais criadouros do vetor, como pneus, caixas d’água destampadas e garrafas armazenadas de maneira incorreta.

Já o jogo “Detetive da Dengue” apresenta cenários com possíveis criadouros: o participante deve identificá-los e tocá-los para eliminar a ameaça. Quem encontrar e bloquear mais focos ganha a partida e acumula pontos para a próxima fase, com nova missão. Ainda na exposição, o público poderá assistir aos documentários «O mundo macro e micro do mosquito Aedes aegypti – para combatê-lo é preciso conhecê-lo» e «Aedes aegypti e Aedes albopictus: uma ameaça nos trópicos», dirigidos por Genilton José Vieira, do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz).

Aedes: que mosquito é esse?
Entrada gratuita
Local: Sesc Florêncio de Abreu
Endereço: rua Florêncio de Abreu, 305/315 – Centro – São Paulo
Abertura para o público: 5 de outubro a 15 de dezembro
Atendimento: segunda a sexta, das 10 às 19h
Informações: (11) 3329-2800e sescsp.org.br/florenciodeabreu
Agendamento de grupos monitorado – Inscricoes@florenciodeabreu.sescsp.org.br
Classificação: sem restrição